Sessão Especial do Senado homenageia Santa Dulce dos Pobres – Portal Paróquias

Santa Dulce dos Pobres é homenageada no Senado!

Na última quinta-feira, 21 de novembro, pouco mais de um mês após ser canonizada pelo Papa Francisco, no Vaticano, Santa Dulce dos Pobres foi homenageada em Sessão Especial do Senado Federal. Ao lado de senadores e autoridades, o assessor político da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Paulo Renato Campos, compôs a mesa representando a presidência da entidade.

Em seu discurso, padre Paulo Renato destacou que reconhecer o papel de Irmã Dulce na sociedade é prestar uma homenagem importante para a história do Brasil. Lembrou também que o anjo bom da Bahia, como era conhecida, não viveu para ela e sim para os outros.

“A oportunidade de homenagear Irmã Dulce é trazer aqui uma verdade teológica da Igreja. A fé e a vida não podem se separar. Nesse momento do Brasil, em que se usa muito o nome de Deus, é importante que esse utilizar o nome de Deus seja acompanhado pelas práticas em nome de Deus. A Irmã Dulce explicita isso e essa homenagem nos permite trazer essa verdade aqui que é teológica”, afirmou.

Leia mais:
Campanha para a Evangelização 2019 lança vídeo para TVs católicas e site

Requerimento 

Primeiramente, a homenagem à Santa Dulce dos Pobres foi um requerimento da senadora Kátia Abreu (PDT-TO). Ela considera a canonização um marco histórico e religioso que merece ser celebrado, principalmente nesse momento em que o país vivencia aumento dos índices de pobreza e desigualdade.

A senadora ressaltou que “Ela pode se tornar madrinha de uma ideia e de um momento difícil que o país está passando para mobilizar o coração das pessoas, mobilizar todos aqueles que de alguma forma podem contribuir, porque ela é uma pessoa anônima, não tinha cargo nenhum, ela fez um papel que muitos não fizeram com grandes oportunidades na mão, inclusive de caneta e decisão de dinheiro, e as vezes deixa de fazer o que irmã Dulce fez sem nada”

O processo de canonização de Irmã Dulce foi o terceiro mais rápido da Igreja Católica. O primeiro foi o do Papa São João Paulo II, que foi canonizado 9 anos após a sua morte; depois, madre Tereza de Calcutá, que foi canonizada 19 anos após a sua morte; e agora Irmã Dulce dos Pobres, canonizada 27 anos depois de sua morte. Dessa forma, o dia litúrgico da Santa Dulce dos Pobres será celebrado em 13 de agosto.

Com informações de CNBB

©[2019] Portal Paróquias - Todos os direitos reservados a Promocat Promotora Católica

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account