Aprenda algumas posturas corretas sobre o relacionamento na internet

Em um relacionamento na internet, é de extrema importância que os responsáveis aprendam a utilizar posturas corretas.

O relacionamento na internet 

O e-mail é uma das mais brilhantes manifestações da nova tecnologia e da comunicação. Podemos nos comunicar a qualquer momento, de onde estivermos e sem custos adicionais, com muito mais velocidade na comunicação e seu uso, pelo fato de ser um recurso de interação. Portanto, ele também exige algumas normas de etiqueta, especialmente no ambiente corporativo.

O fato é que tudo isso ainda é muito novo e a etiqueta no mundo eletrônico ainda está em desenvolvimento. O próprio termo “netiqueta” para a etiqueta on-line é só um dos exemplos dessa abordagem irreverente do que é a conduta adequada no cyber espaço.

Duas formas básicas de comunicação eletrônica entre as empresas e que podem ser aplicadas no ambiente das secretarias paroquiais, via e-mail:

  1. Interna: onde existem redes particulares que interligam os computadores dentro da instituição, inclusive com localizações geográficas distantes;
  2. Os sistemas públicos operados por provedores.

Leia também:
Marketing e Igreja: você conhece bem a comunidade onde atua?

Observe a evolução

Para a empresa ou qualquer instituição, seja religiosa ou leiga, mais precisamente a secretaria paroquial, o e-mail é um meio eficiente de comunicação e de contenção de custos. Sendo assim, uma vez que ele eliminou para sempre a necessidade de memorando impressos, facilita o intercâmbio de arquivos de computador, permite que colaboradores e fornecedores participem dos projetos como se estivessem bem próximos, e o mais importante, acelera a comunicação e é justamente nesse item que existe um lapso no comportamento das pessoas, entre agilidade e esperteza.

Mas sua operação deve ser permeada de uma postura correta, para que o recurso não perca o valor intrínseco e a credibilidade. Por isso, tome nota de algumas ações necessárias para não ser surpreendido (a) por eventuais equívocos:

1. Não banalize a mensagem eletrônica;

2. Verifique se o destinatário é a pessoa para a qual você deseja encaminhar aquela informação;

3. Confira se o corpo do texto não contém rasuras ou restos de mensagens anteriores, por vezes até com comentários desnecessários.

Esses são alguns dos procedimentos, inclusive de confidencialidade.

Leia também:
Geração WWW: Quais são suas escolhas na internet?

Sugestão

Primeiramente, enviar e-mail exige critério e responsabilidade. Deve ser usado pontualmente e mais, não quer dizer “liguei o botão do: o problema agora é seu…” Que tal telefonar, se for pertinente, e comunicar que passou um e-mail com o assunto “x” e que deve ser lido com agilidade? Ou avisar a secretaria que encaminhou um e-mail que precisa ser lido com urgência. Entretanto, existem várias formas de você colaborar com o bom andamento da comunicação. Basta você colaborar, pois o meio eletrônico é um serviço fundamental para nossos dias, pois foi feito para ajudar as pessoas.

Margareth Bianchini é Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA/USP. Autora de vários livros, como: “Liderança – Uma questão de Competência” e “Liderança e Criatividade em Negócios”.

Texto escrito por Margareth e adaptado por Redação Promocat

©[2019] Portal Paróquias - Todos os direitos reservados a Promocat Marketing Integrado

CONTATO

Não há nenhum operador online, mas você pode nos enviar um e-mail e retornaremos o mais breve possível.

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account