O trabalho de comunicação nos momentos celebrativos da paróquia

Faça do trabalho de comunicação um aliado na organização dos momentos celebrativos

O objetivo de todo animador ou líder, é que a reunião tenha o melhor resultado, que as palavras da Sagrada Escritura cheguem a todos os corações e ajudem as pessoas refletirem sobre a própria caminhada de fé e vida. Não há dúvida de que um trabalho de comunicação e a boa organização da celebração possui papel fundamental. O planejamento, o engajamento de toda a equipe, o empenho de cada fiel em um ambiente de fé e devoção, são determinantes para o bom resultado.

Todos os detalhes são importantes no planejamento, mas um detalhe fundamental é um trabalho de comunicação. É necessário que todos os equipamentos funcionem corretamente. Não há nada mais desagradável do que perceber erros em palavras, frases e expressões distorcidas. Ou até mesmo o interlocutor não saber usar os instrumentos como microfone.

Leia também:
WebTv é um meio de comunicação eficaz para a evangelização

A comunicação na celebração

Nesse sentido, a Pastoral da Comunicação deve também estar presente na preparação das celebrações. Ela tem a responsabilidade de estabelecer a ponte de ligação entre a assembleia e o altar, de modo que todos se sintam envolvidos pelos gestos e palavras de quem preside uma celebração.

Não é fácil ensaiar durante a semana, estudar os textos, examinar roteiros, ter humildade para perguntar ao padre ou a algum especialista o significado de palavras ou frases musicais que não dominamos. Às vezes uma só palavra ou até mesmo uma simples pronúncia equivocada retira o sentido e destrói uma frase musical que poderia ser tão edificante, tão forte. Por exemplo, pude participar da Missa da Santíssima Trindade, e pude presenciar que o jovem cantava maravilhosamente, empolgando a todos, em clima de contrição. Mas ao entoar o Salmo Responsorial ignorou a função evocativa do acento agudo sobre a primeira letra do salmo: “Ó Senhor, nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!” Repetiu todo o salmo com “o” fechado, na função de artigo. Que pena!

Lembrete

Além de preparar bem os cantos, a equipe da Pastoral da Comunicação deve se lembrar que a busca do envolvimento, da participação de todos é o seu objetivo maior. Para isso, é necessário que todos tenham acesso à letra da música. Às vezes ela já está no folheto da missa, ou está nos livrinhos de canto. Infelizmente, porém, de tanto uso, em algum tempo os livrinhos perdem a durabilidade, para usar uma expressão popular: sujos, rasgados, ensebados, cheios de micróbios… um perigo nestes tempos de tanta transmissão de doenças. Induzir as pessoas a comprarem seus próprios livros não parece o melhor caminho, porque elitiza a celebração e sempre será necessário providenciar livrinhos para os que não os têm.

Se na Idade Média, a solução para as epidemias de gripe e as infestações em geral era acender fogueira, nas cidades e nos campos para “purificar” o ar, hoje existem meios muito mais eficazes para que todos possam acompanhar o roteiro de cantos sem passar papel de mão em mão.

Leia também:
A equipe da Pastoral da Comunicação alinhada com a evangelização

Dicas importantes
  • Em sua cidade há uma loja que vende, entre tantas coisas, notebooks com preços bem acessíveis. Talvez você tenha tanta fé que poderá fazer como Jesus mandou a um de seus discípulos ao providenciar um “transporte” para entrar, triunfalmente, em Jerusalém. Portanto, se o gerente da loja não puder doar um notebook, lembre-se que há sempre uma pessoa generosa que poderá fazer esta benfeitoria. Afinal, para Deus nada é impossível.
  • Em sua paróquia também há jovens “muito familiarizados”, não só com os computadores, mas também com o funcionamento deles. Se algum desses jovens fizer parte da Pastoral da Comunicação, rapidamente ele organizará um sistema para projetar as letras das músicas em um (ou mais) telão à frente da Assembleia. Sendo assim todos poderão acompanhar a equipe de canto ou o coral, sem dificuldades.
Tenha responsabilidade
  • É necessário agir com responsabilidade. É preciso operar a máquina com atenção. Entretanto, acompanhe o ritmo do canto e perceba a necessidade de acompanhamento por parte da assembleia. Do contrário, todos se perdem e o canto vira um fiasco. Isto significa que não é aconselhável operar o sistema “em grupo”. É melhor uma pessoa só, bastante concentrada no que está fazendo.
  • Claro que além do notebook, há necessidade do projetor multimídia e dos telões retráteis. Eles são recolhidos automaticamente no final da celebração para não interferirem na estética do templo. Portanto, é um investimento que vale a pena. Uma opção é projetar diretamente na parede, adequando a superfície com um fundo neutro.
  • Com projetor multimídia torna-se possível não apenas ajudar a assembleia a participar mais diretamente dos cantos litúrgicos. Ele também pode ser apresentado breves vídeos, além de imagens paradas, que remetem ao contexto da celebração.
  • No futuro, talvez a própria homilia possa ser “ilustrada” com recursos multimídia. Portanto, os estudos sobre um trabalho de comunicação devem ganhar mais destaque na grade curricular dos seminários.

Leia também:
Busque novos métodos para ampliar a comunicação entre os fiéis

Pedro Celso Campos é Doutor em Ciências da Comunicação pela ECA-USP. Coordenador do Curso de Jornalismo da UNESP, campus de Bauru/SP.

Texto escrito por Pedro e adaptado por Redação Promocat

©[2019] Portal Paróquias - Todos os direitos reservados a Promocat Marketing Integrado

CONTATO

Não há nenhum operador online, mas você pode nos enviar um e-mail e retornaremos o mais breve possível.

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account