Buy Eflornithine In Singapore Buy Viagra Pfizer Online Order Erlotinib 150mg Januvia 50mg Online Uk Pharmacy Buy Rogaine Mg Cheaper Capitalismo inclusivo: "ser mais" e não "ter mais", é o que pede Papa Francisco
Capitalismo inclusivo: "ser mais" e não "ter mais", é o que pede Papa Francisco

Membros da associação que promove uma economia mais justa e humana foram recebidos por Papa Francisco e juntos reiteraram os princípios da Doutrina Social da Igreja e do capitalismo inclusivo

Em audiência no Vaticano, o Papa Francisco recebeu os membros do Conselho que promove um capitalismo inclusivo. O Conselho é um dos frutos do Fórum Global “Fortune and Time”, realizado em 2016, que havia destacado a necessidade de modelos econômicos mais inclusivos e équos.

“O aumento dos níveis de pobreza em escala global testemunha que a desigualdade prevalece sobre a integração harmoniosa de pessoas e nações. É necessário e urgente um sistema econômico justo, confiável e capaz de responder aos desafios mais radicais que a humanidade e o planeta devem enfrentar”, defendeu o Pontífice.

O Pontífice reiterou que um bom sistema econômico, que seja saudável, não pode ser baseado em lucros a prazos curtos e detrimento de um desenvolvimento e investimentos produtivos, sustentáveis e socialmente responsáveis a longo prazo. Um desenvolvimento verdadeiro não pode se limitar somente ao crescimento econômico, favorecendo a promoção de cada homem e de todo homem, como afirmava São Paulo VI.

Leia mais:
Vaticano abre o Posto de Saúde para os pobres

Não “ter mais” e sim “ser mais”

“Um sistema econômico sem preocupações éticas não conduz a uma ordem social mais justa, mas leva, ao invés, a uma cultura descartável dos consumos”, recordou o Papa. Para o pontífice, isso significa muito mais do que enquadrar as contas ou oferecer variedades de bens de consumo, mas uma renovação, uma purificação e um esforço de válidos modelos, baseando-se na conversão pessoal e na generosidade para com os mais necessitados.

Em outras palavras, acrescentou o Papa, não se trata simplesmente de “ter mais”, mas “ser mais”. Quando isto acontece, há uma renovação profunda das mentes e dos corações, de modo que a pessoa humana possa ser sempre colocada no centro da vida social, cultural e econômica.

Em conclusão, Francisco afirma que o Conselho é um sinal de esperança, onde seus membros de comprometeram em promover uma economia mais justa e humana, em sintonia com os princípios da Doutrina Social da Igreja. “Um capitalismo inclusivo, que não deixa ninguém para trás, que não descarta nenhum dos nossos irmãos e irmãs, é uma nobre aspiração, digna de seus melhores esforços.

Leia mais:
Brasil terá novo beato: Padre Donizetti será beatificado em 23 de novembro

Com informações de Vatican News

©[2019] Portal Paróquias - Todos os direitos reservados a Promocat Promotora Católica

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account