A Campanha de evangelização na Pastoral do Dízimo

Campanha de evangelização

Por não dispor de patrimônios rentáveis para a sua sustentação, dependendo inteiramente das doações dos fiéis, ou de ajudas externas, faz com que a maioria das dioceses, paróquias e organizações da Igreja Católica no Brasil dependa de doações. Diante disso, como forma de sustentação e também de implementação de iniciativas apostólicas, a Igreja Católica realiza em todo o Brasil uma Campanha para a Evangelização.

A Campanha foi lançada pela CNBB em 1998. Possui a finalidade de manter viva a consciência dos fiéis sobre a responsabilidade de todos pela missão do “anunciar o Evangelho”. Ou seja, no gesto concreto ou na coleta de solidariedade eclesial e missionária.

Leia também:
O Dízimo Paroquial e as dificuldades do cenário atual

Segundo Dom Odilo Pedro Scherer, o fruto dessa coleta tem três destinações. 45% ficam nas próprias dioceses, 20% vão para os Regionais da CNBB e 35% vão para a CNBB nacional. “Os fundos assim constituídos destinam-se à sustentação do trabalho evangelizador da Igreja em nosso País. À preparação de pessoas para a missão (seminaristas, padres, leigos, catequistas e outros agentes de pastoral), à sua digna sustentação, ao financiamento de ações voltadas para a evangelização (cursos, encontros de formação e capacitação etc) e à cobertura das numerosas despesas necessárias à vida e à missão da Igreja”, refere o bispo. “Com o dízimo ofertado regularmente nas comunidades católicas, são sustentadas as iniciativas das comunidades locais (Comunidades de Base, Paróquias, Dioceses)”, recorda.

Primeiramente, Dom Odilo disse que “de fato, ainda hoje muitas dioceses e a própria CNBB dependem muito das ajudas significativas dos católicos alemães, italianos, austríacos, espanhóis e tantos outros”.

Leia também:
O Conselho Presbiteral como peça decisiva da Igreja

Conscientização para o Dízimo Regular

Contudo, a Campanha de Evangelização é um excelente momento para implantar na comunidade a consciência pelo dízimo. Ações como palestras, encontros e material de divulgação como cartazes, cartas e telemarketing, podem auxiliar no aumento de dizimistas regulares. Sendo assim, o padre e os agentes da Pastoral do Dízimo devem aproveitar os momentos. Portanto, explique o dízimo como responsabilidade dos cristãos, lembrando sempre que o dízimo não é uma doação e sim, uma pastoral.

Fonte: Agência Zenit
Texto escrito por Agência Zenit e adaptado por Redação Promocat

©[2019] Portal Paróquias - Todos os direitos reservados a Promocat Marketing Integrado

CONTATO

Não há nenhum operador online, mas você pode nos enviar um e-mail e retornaremos o mais breve possível.

Enviando
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account