2º dia do Sínodo da Amazônia: a plenitude da lei é o amor
2º dia do Sínodo da Amazônia: a plenitude da lei é o amor

O Salmo do Dia, usado no 2º dia da Sínodo da Amazônia, reconhece que a plenitude da lei é o amor

Nesta terça-feira (08), as atividades do 2º dia do Sínodo da Amazônia tiveram início na presença de Papa Francisco, com a oração da Hora Média. A reflexão foi proposta pelo arcebispo de Belém do Pará, Dom Alberto Taveira.

Dom Alberto Taveira usa em suas palavras uma recordação do Salmo do Dia, que reconhece que a plenitude da lei é o amor. “Somos convidados a proclamar que a Palavra do Senhor é mais doce do que o mel silvestre abundante em nossas terras, e afirmamos a certeza de que da lei de Deus recebemos a inteligência necessária para os trabalhos a serem empreendidos, comprometendo-nos a rejeitar todos os caminhos da mentira” afirma.

O arcebispo de Belém destacou ainda que “trazemos conosco a responsabilidade descrita na ‘Gaudium et Spes’: “As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos aqueles que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo; e não há realidade alguma verdadeiramente humana que não encontre eco no seu coração”.

Veja também:
Sínodo da Amazônia: Papa diz que ideologias são ‘arma perigosa’

Participantes

Neste segundo dia de trabalhos do Sínodo para a Região Amazônica alguns participantes do #SinodoAmazonico têm a oportunidade de se manifestarem sobre a realidade local. Dessa forma, cada interessado em usar a palavra tem 4 minutos para defender o seu ponto de vista, depois de 4 manifestações tem uma pausa para meditação. Sendo assim, a #sinodalidade da Igreja é marcada pelo seu significado semântico: caminhar juntos. Que o Espírito Santo ilumine os padres sinodais neste momento importante e rico da nossa Igreja.

O sínodo continua até o dia 27 de outubro e se tornou um dos mais controversos gestos do papado de Francisco. Dessa forma, o encontro vai discutir questões ambientais, além de temas sociais, ambientais e religiosos dos nove países que têm territórios na Amazônia. Além do Brasil, são Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Guiana, Guiana Francesa, Venezuela e Suriname.

Com informações de Vatican News

©[2019] Portal Paróquias - Todos os direitos reservados a Promocat Promotora Católica

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account